Conheça Grecco Buratto, O Gaucho da Shakira

O gaucho da Shakira“, é com este título que o site do Segundo Cardeno do Jornal Zero Hora do Rio Grande Sul apresenta o músico Grecco Buratto. Brasileiro integrante da banda de Shakira desde agosto de 2010. Confira a nota publicada pelo site:

Em 15 de março, Shakira estará em Porto Alegre a bordo da turnê Sale el Sol, tripulada por uma equipe de 70 pessoas – entre elas, um músico gaúcho.
O guitarrista e violonista Grecco Buratto, radicado nos Estados Unidos, integra a banda da cantora desde agosto, depois de experiências com nomes como k.d. lang, Enrique Iglesias e Sergio Mendes.

Aos 34 anos, Buratto é um músico estabelecido no cenário americano. Se numa semana está tocando para multidões com Shakira, na outra pode estar em estúdio criando um solo para um disco de rock ou produzindo uma gravação de bossa nova. Tal versatilidade se reflete em uma agenda lotada: os trabalhos de estúdio ficam para os intervalos das excursões – só com a colombiana, por exemplo, o guitarrista já tocou em programas de TV e arenas americanas e europeias, com uma breve pausa na virada do ano.

– Nos últimos meses, fiquei quatro dias em casa – contou o caxiense criado em Taquara, em visita a Porto Alegre durante esta semana.

Esse ritmo não é novidade para o guitarrista. Desde que foi morar em Los Angeles para estudar guitarra no Musicians Institute, em 1995, Buratto acumula trabalhos dos mais diversos – entre palcos e estúdios, colaborou com nomes que vão de Sergio Mendes a Boyz II Men, de Pink a Earth, Wind & Fire. Em 2007, por exemplo, ele se dividia entre as turnês do espanhol Enrique Iglesias, dos brasileiros Airto Moreira e Flora Purim e da cabo-verdiana Maria de Barros. No ano seguinte, excursionou com a canadense k.d. lang, exibindo sua musicalidade e seu cabelo moicano no DVD Live in London.

Agora, o principal projeto dele é finalizar seu primeiro disco solo, em que aparece como instrumentista, cantor e compositor. Enquanto isso, o guitarrista sente a adrenalina de acompanhar uma das artistas mais populares do mundo.

– A gente se alimenta deles, e eles da gente – diz Buratto, descrevendo a vibração das plateias das turnês internacionais. – Tu só vês o mar de gente, não as pessoas. Tem que tocar de outro jeito. O som tem que sair.

Fonte: Segundo Caderno, Jornal Zero Hora