Há Exatamente um ano Shakira se apresentava no Brasil. Relembre!

Normal
0

21

false
false
false

PT-BR
X-NONE
X-NONE

MicrosoftInternetExplorer4

/* Style Definitions */
table.MsoNormalTable
{mso-style-name:”Tabela normal”;
mso-tstyle-rowband-size:0;
mso-tstyle-colband-size:0;
mso-style-noshow:yes;
mso-style-priority:99;
mso-style-qformat:yes;
mso-style-parent:””;
mso-padding-alt:0cm 5.4pt 0cm 5.4pt;
mso-para-margin-top:0cm;
mso-para-margin-right:0cm;
mso-para-margin-bottom:10.0pt;
mso-para-margin-left:0cm;
line-height:115%;
mso-pagination:widow-orphan;
font-size:11.0pt;
font-family:”Calibri”,”sans-serif”;
mso-ascii-font-family:Calibri;
mso-ascii-theme-font:minor-latin;
mso-fareast-font-family:”Times New Roman”;
mso-fareast-theme-font:minor-fareast;
mso-hansi-font-family:Calibri;
mso-hansi-theme-font:minor-latin;}

Depois de mais de dez anos, a volta de Shakira ao Brasil com uma turnê de shows era algo muito esperado pelos fãs. Na verdade, qualquer passagem da cantora pelo país já faria seus fãs mais antigos muito felizes – a última vez que ela estivera no país foi em 2002 divulgando seu disco ‘Laundry Service’. Para espetáculos, então, nem se fala: era 1999 quando ela passou pelo país com uma das poucas apresentações que fez do show acústico que gravara para a MTV naquele ano.

Portanto, a vinda da Sale El Sol Tour era um grande momento para os fãs brasileiros de Shakira. A primeira parada das três das que a turnê faria no país aconteceu no dia 15 de março – exatamente há um ano – em Porto Alegre, no estacionamento do FIERGS. Como já de costume, Shakira começou o espetáculo com pouco menos de uma hora de atraso e cortou do setlist do show as músicas ‘Underneath Your Clothes’ e ‘Gordita’.

Com um show repleto  de energia e interação com o público, Shakira relegou às sombras  Train, Ziggy Marley, Fatboy Slim e Chimarruts, que eram seus parceiros no line-up do Pop Festival. O show ainda encantou a crítica nacional, que ressaltou especialmente o vigor das performances. “Shakira foi, sem exageros, de tirar o fôlego. A cantora é um furacão implacável, das roupas provocantes aos movimentos sensuais, da simpatia honesta com o público ao gostoso sotaque inglês com um quê de Barranquilla, a cidade natal da cantora na Colômbia.”, disse o Portal Terra, que foi além: “Ter a possibilidade de assistir à Shakira ao vivo é um bafo de ar fresco. Em um mercado de música pop altamente impregnado por conceitos fugazes, pouco palpáveis e embebidos de autotune, Shakira mostra à plastificação em massa do universo da música pop que diversão, simpatia, talento e arte são palavras que, quando andam de mãos dadas, a artista e o público ganham.”

Já o Uol destacou a interação com o público e naturalidade de Shakira: “Além da boa forma, a cantora de 34 anos distribuiu sorrisos e risadas e falou português com naturalidade, praticamente sem sotaque”

O retorno de Shakira ao Brasil se tornou, além de uma experiência única para seus fãs, uma sucesso comercial. Cerca de 20 dos 23mil ingressos disponíveis foram vendidos e o show rendeu aproximadamente 2 milhões de dólares. Nada mal para alguém que, no anos 90, fazia shows pelo Brasil com ingressos a 20 reais, não?

Continue ligado no Shakira Brasil para relembrar os outros shows de Shakira no Brasil