Shakira Dá Entrevista à Revista Brasileira

Shakira que já está no oitavo mês de gestação concedeu recentemente uma entrevista à revista brasileira “Glamour”, dentre os assuntos abordados ela falou sobre suas rotinas de beleza e seu gosto musical atualmente. Confira a entrevista completa que só foi divulgada esta semana:

Como é a sua rotina de beleza?

A minha rotina de beleza é, na verdade, muito simples. Eu não uso muitos produtos e ultimamente tenho usado tudo natural, sobretudo produtos sem parabeno.

Qual a parte favorita do seu corpo? E a que menos gosta?

Eu acho que o que eu mais gosto no meu corpo é a minha feminilidade – eu tenho muitas curvas, que é típico das mulheres latinas, e eu tento realçar isso. E quanto aos defeitos… bem, todos temos defeitos, mas prefiro focar no positivo do que chamar a atenção para as falhas.

O que te deixa “loca, loca, loca”?

“Loca” no bom sentido: chocolate. Não posso viver sem. “Loca” no mau sentido: desigualdade. Tenho visto muita desigualdade e percebo que não é tão difícil equilibrar essas proporções.

Como você escolhe aqueles garotos incríveis que sempre estão nos seus vídeos?

Bem, você sabe… Esta é a parte mais difícil do meu trabalho… (risos). A cada vídeo a escolha é diferente. Depende se for um vídeo com muitas coreografias, ou se tem mais atuação e roteiro.

O vídeo de Elixir foi gravado no Marrocos. Foi sua primeira vez lá? Quais foram suas impressões sobre o deserto?

Eu fui para o Marrocos pela primeira vez há alguns anos, mas estive lá no ano passado também, durante a minha turnê. É um lugar majestoso, único e sempre tem muitas coisas para descobrir em cada vez que eu visito. É impossível não se impressionar com a vastidão do deserto.

Cartagena é um dos destinos preferidos dos turistas brasileiros atualemnte. Você tem alguma dica de onde ir ou o que fazer por lá?

Não tenho dicas de lugares em particular, mas para qualquer um que for a Cartagena eu recomendo que leia “O Amor nos Tempos do Cólera”, de Gabriel Garcia Marques, e só depois conhecer a cidade, através dos olhos do autor. Ninguém captura o lado mágico de Cartagena como ele.

Você está cansada de cantar alguma música? Se sim, qual delas?

Eu tenho um carinho especial por todas as músicas do meu catálogo, e acho que é um processo cíclico. Tem algumas que eu canto em absolutamente todas as turnês e nunca me canso. E tem algumas que, de tempos em tempos, eu preciso fazer uma pausa. E claro que tem algumas “lado B” que eu amo, tenho um lugar especial para elas e gostaria de cantar mais vezes.

O que você está ouvindo agora?

Atualmente eu estou me inspirando em dance music e no que está rolando na cena eletrônica, muito dubstep (estilo característico do Sul de Londres). Mas minhas raízes estão mais no rock’n’roll e no folk.