Por que Shakira não vai a premiações?

Da Redação –  Grammy, Billboard, AMA, EMA, VMA, Premios Lo Nuestro… a medida que cada noite de premiação se aproxima, aumenta na mesma proporção a expectativa de fãs da artista em vê-la se apresentar ao vivo. E quando a fatídica noite chega, nasce a frustração. Pipocam nas redes sociais a ideia repetitiva de que Shakira não liga mais para a carreira, que sua equipe de profissionais perdeu o foco ou que simplesmente a estrela colombiana não tem uma boa estrategia de divulgação do seu trabalho. Afinal de contas, por que Shakira não vai mais a premiações? Não, nós não temos a resposta oficial para essa pergunta. Mas antes que você feche a janela do seu navegador ou mude para uma página menos interessante, devo te alertar que temos algumas pistas que talvez expliquem a ausência da maior estrela latina da atualidade da agenda dos grandes prêmios televisivos.

Bem-vindo a era dos streamings

Era uma vez o rádio, aí veio a TV. Era uma vez a TV, aí veio a internet. A indústria fonográfica passou por grandes transformações nos últimos anos e agora parece dar um novo respiro com as plataformas de streaming. Segundo a Federação Internacional da Industria Fonográfica (IFPI), as receitas do mercado global de música gravada tiveram em 2015 um crescimento de 3,2% em relação ao ano anterior, alcançando uma cifra de U$15 bilhões. E o formato que apresentou maior crescimento foi justamente o streaming, sendo responsável por 19% de toda a receita. Os serviços de streaming mudaram radicalmente a forma com que as pessoas consomem música e estar atento a essas mudanças de panorama no mercado pode ser crucial para a sobrevivência de um artista.

A presença marcante de Shakira no principal meio em que as pessoas estão consumindo música – a internet – é sem sombra de duvidas a melhor estratégia para se ter um trabalho bem sucedido. Com uma audiência de mais de 104 milhões de usuários no Facebook, 44 milhões do Twitter e 39 milhões no Instagram, a estrela colombiana tem sido bem-sucedida em levar sua música a outro patamar, em um cenário em que artistas que emergiram antes da era digital tem enfrentado problemas em se manter estáveis no mainstream. Hoje, Shakira é a terceira artista feminina com melhor desempenho nas plataformas digitais no mundo, atras apenas de Adele e Katy Perry, e isso com apenas alguns singles em espanhol lançados recentemente. Concentrar esforços em estrategias inteligentes de divulgação online parece ter suprimido a necessidade de estar em evidencia nos prêmios de TV. Concursos culturais, campanhas de Meet & Greet, pioneirismo ao utilizar novas mídias e recursos como boomerang e flipagram tem permitido que Shakira continue em evidencia na rede e que sua música seja distribuída de maneira mais assertiva.

Ok, alguns ainda vão insistir na ideia rasa de que a família é o único motivo que a mantém distante dos palcos dos grandes prêmios. A maioria desses eventos acontece em solo norte-americano e morar com duas crianças pequenas do outro lado do Atlântico talvez não ajude muito.  Mas os números tem mostrado que a estratégia de se manter forte nas redes é o futuro do mercado de música gravada e Shakira parece ser a primeira a atravessar por essa porta com exito.