Notícias
Era do streaming: serviço já representa 62% das receitas de música nos EUA

Relatório divulgado pela RIAA aponta que vendas digitais de singles e álbuns caíram mais de 20%, enquanto receitas com serviços de transmissão sob demanda continuam a crescer com velocidade impressionante no primeiro semestre deste ano, nos EUA 

Da Redação – O primeiro semestre deste ano foi, de fato, muito promissor para Shakira em solo norte-americano. Considerando apenas os dados reportados oficialmente, a artista colombiana vendeu mais de 240 mil cópias do seu recente álbum El Dorado, segundo sua casa discográfica, Sony Music Latin. Dois singles da artista obtiveram certificação por altas vendas emitidas pela  Recording Industry Association of America (RIAA) nos primeiros seis meses de 2017. A canção trilha sonora do filme de animação Zootopia, Try Everything, recebeu disco de platina em março por atingir a incrível marca de 1 milhão de cópias equivalentes vendidas. Em maio, foi a vez de Chantaje receber o certificado latino de diamante por suas mais de 900 mil cópias equivalentes. O sucesso de Shakira, sobretudo nas plataformas de streaming que geram vendas equivalentes, acompanha o progresso da industria fonográfica norte-americana, que nos seis primeiros meses do ano registrou receitas de US$4 bilhões no varejo e US$ 2,4 bilhões no atacado.

Os dados fazem parte de um relatório divulgado pela RIAA no final de setembro, que acompanha a produtividade do setor de música gravada no país no primeiro semestre de 2017. De janeiro a junho, o crescimento das receitas dos serviços de transmissão de assinaturas de música continuou a compensar o declínio nas vendas baseadas em unidades tradicionais. As receitas de varejo estimadas da música gravada nos Estados Unidos cresceram 17% no primeiro semestre  para US $ 4,0 bilhões. No valor de atacado, o setor cresceu 14,6% para US $ 2,7 bilhões.  O crescimento reflete uma continuação das tendências, verificadas a partir de 2016. As receitas de transmissão de serviços de música representaram 62% do mercado total, um crescimento de 48% em relação ao mesmo período do ano anterior, com cifras que chegaram a casa dos US$ 2,5 bilhões. A categoria de streaming inclui receitas de serviços de assinatura (como versões pagas do Spotify, TIDAL e Apple Music, entre outros), serviços de rádio digital e personalizados, incluindo as receitas distribuídas por SoundExchange (como Pandora, SiriusXM) e serviços de transmissão on-demand suportados por anúncios (como YouTube, Vevo e Spotify, suportado por anúncios).

As inscrições pagas foram o maior motor de crescimento no primeiro semestre de 2017. Receitas de subscrição paga
cresceram 61%, saltando para US $ 1,7 bilhão no varejo, e foram o maior formato nos Estados Unidos representando 43% da receita total. Esse crescimento foi impulsionado pelo contínuo aumento dos usuários. O número das assinaturas pagas atingiu um recorde de 30 milhões. Isso representa um crescimento de cerca de 1 milhão de inscrições novas por mês em relação ao ano anterior. Já as receitas provenientes de vendas de faixas e álbuns digitais continuaram a diminuir no primeiro semestre. As receitas de download digital ficaram na casa dos US$ 757 milhões, uma queda de 24% em relação ao ano passado.

Shakira a trabalhadora mais dedicada que você respeita!

Prestes a dar o pontapé inicial na El Dorado World Tour que estreia no próximo dia 08 de novembro na Alemanha, Shakira está trabalhando a todo vapor.

Além de ensaiar com sua banda, ter reuniões de negócios, e malhar pesado para melhorar seu condicionamento físico, a cantora compartilhou recentemente duas postagens em suas redes sociais que mostrar que ela está se esforçando bastante na preparação de seus shows.

Na primeira feita nesta sexta-feira, ela aparece junto a personal trainer das estrelas, Anna Kaiser, malhando pesado para se preparar e aguentar o fôlego dos shows que estão por vir.


Já nesta madrugada de sexta para sábado ela postou uma foto de como ficou o escritório/academia de sua casa após longas horas de trabalho que se estenderam até às 05:00 da manhã (horário de Barcelona).


Nossa musa colombiana está bastante empenhada não é mesmo?

Vídeo: Gerard Piqué, Milan e Sasha jogam pádel em Andorra

Gerard Piqué viajou hoje para Andorra, um pequeno país Europeu, onde foi visto com seus filhos Milan e Sasha. Ao que parece, o motivo da viagem foi para levar os pequenos ao World Padél Tour, um circuito profissional de padél de referência a nível mundial que reúne os melhores jogadores do ranking. Algumas transmissões ao vivo do campeonato você pode assistir aqui: World Padél Tour.

Confira o vídeo aonde também é possível ver Joan Piqué, pai de Gerard e sogro de Shakira.

 

Only views: Afinal de contas, por que El Dorado “só” tem streaming?

Da Redação – Era uma manhã de junho, quando uma vizinha bateu à minha porta para me entregar uma encomenda que havia chegado pelos correios dias antes e, que não recebi porque estava em viagem. Quando abri o pequeno pacote me deparei com a cópia física do El Dorado, mais recente álbum de Shakira. Folheei o encarte, dei uma lida rápida nos créditos e coloquei o CD junto à minha pequena coleção de discos. De lá, ele nunca mais saiu e nem foi executado uma única vez sequer, aliás nem CD player eu tenho. Adquiri El Dorado em formato físico apenas como item de coleção, pois já ouço o álbum pelo Spotify, às vezes pelo Deezer, mas principalmente pelo Youtube. No entanto, esse comportamento não é exclusividade minha, pelo menos é o que revela a pesquisa da Federação Internacional da Indústria Fonográfica (IFPI) sobre os hábitos de consumo de música gravada no mundo, divulgada na última semana e que nossa equipe revela em primeira mão no Brasil.

Como o mundo ouve música em 2017? 
A relação dos fãs com a música gravada tem sido cada vez mais assertiva nos últimos tempos. Houve um aumento significativo do consumo de música licenciada (legal) nos primeiros seis meses do ano, 37% a mais que em 2016.  Os dados fazem parte do relatório Conecting With Music, the 2017 Music Insight Report, divulgado pela IFPI.  A pesquisa, conduzida pela Ipsos, foi realizada nos 13 maiores mercados fonográficos do mundo*, inclusive o Brasil, que juntos correspondem a 85% de todo o consumo de música legal do globo. Os dados apresentados revelam o comportamento de consumo dos usuários desses países nos primeiros seis meses de 2017.

De acordo com o estudo, basicamente, as pessoas consomem música de 4 maneiras diferentes: compram diretamente (vinil, CDs e downloads), usam serviços de streaming de áudio, usam serviços de transmissão de vídeo e  ouvem música das rádios (transmissão direta e rádio pela internet). O que mais chama a atenção no relatório é que fãs ao redor do mundo estão cada vez mais envolvidos na transmissão e uso de serviços de música online legítimos. Mais de 75% das pessoas utilizam alguma plataforma online para ouvir música sob demanda, contra 44% que ainda compram faixas e álbuns, sejam físicos, sejam digitais.

Quando consideramos o tempo que as pessoas dedicam para ouvir música nessas plataformas, o que se observa é a hegemonia do Youtube: 46% de todo o tempo gasto no primeiro semestre ouvindo música online foi utilizado no serviço de vídeos. Do total de tempo gasto ouvindo musica online, 22% utilizaram serviços de streaming de áudio pago, 23% streaming gratuito e  55% serviços de vídeo sob demanda. Levando em conta apenas o Youtube, 85% dos usuários da plataforma acessam o serviço para ouvir música todo mês . No Brasil, esse número salta para 95%. Isso ressalta a importância dos videoclipes no cenário atual da música gravada.

Outro dado relevante da pesquisa é o engajamento do público mais jovem com os serviços sob demanda. Eles são 85%, da faixa etária de 13-15 anos, que utilizam serviços de streaming para ouvir música. Desse total, 79% utilizam serviços de vídeo e 67% serviços de áudio, um aumento de 54% em relação a 2016.

“Os jovens fãs também estão mostrando altos níveis de engajamento com música. Apesar de ter enormes quantidades de conteúdo da mídia competindo por seu tempo e atenção, eles estão levando músicas para seus corações e reconhecendo seu valor. À medida que emergem como a próxima geração de fãs de música, isso é um sinal encorajador”, disse a CEO da IFPI, Frances Moore.

El Dorado e o novo modelo de consumo de música


Em consonância com os  padrões de consumo atual em que 75% das pessoas ouvem música em plataformas de vídeo e 44% escutam em serviços de streaming de áudio, o alcance extraordinário do novo álbum de Shakira ressalta a importância da cantora na industria fonográfica e o sucesso de sua estratégia em focar sua divulgação nos meios digitais. E os números falam por si só. No Youtube, as faixas de El Dorado já atingiram a impressionante quantia de mais de 3,9 bilhões de visualizações, até o fechamento desta matéria. No Spotify, o álbum acumula exatos 948,257,126 players. Considerando apenas essas duas plataformas, El Dorado possui quase 5 bilhões de streamings.  O debut modesto de 68 mil cópias vendidas na primeira semana, reportado pelo Media Traffic, parece em um primeiro momento um número muito baixo, principalmente se considerarmos o que a estrela colombiana já vendeu ao longo de sua carreira. Mas essas 68 mil cópias, renderam a El Dorado o posto de 9º mais vendido no período em questão, mais uma prova de que a forma com que as pessoas consomem música mudou.

Shakira conseguiu se sobressair no mundo atual, por conseguir levar sua música exatamente aonde as pessoas estão ouvindo música. El Dorado é um álbum “only views”, porque é exatamente pelos serviços de vídeo e música sob demanda que as pessoas estão ouvindo música em 2017. Bem-vindos à nova realidade do mundo fonográfico.

 

__________________

*Alemanha, Austrália, Brasil, Canadá, Coréia do Sul, Espanha, Estados Unidos, França, Itália, Japão, México, Reino Unido e Suécia.

Shakira é flagrada deixando prédio em Barcelona

Já fazem alguns longos dias desde que não vemos a rainha da música latina exibindo toda sua beleza pelas ruas de Barcelona. Mas este jejum está acabando neste exato momento.

Nossa loira foi flagrada por um paparazzo na última quarta-feira (27) enquanto deixava um prédio na cidade e exibiu toda sua exuberância mais uma vez com um look simples e bastante confortável, daqueles que ela sempre diz nas entrevistas que gosta de usar. Composto por uma camiseta preta, calça jeans, sapato e um cinto com detalhes em aço. Já os cabelos estavam do jeito que os fãs mais gostam, bem volumosos e cacheados.

Confira algumas fotos abaixo:

Clique aqui e confira todas as fotos em nossa galeria!

Shakira será jurada na Final do Desafio Google.org

Filantropa e ativista das causas sociais para a educação infantil e de jovens-adultos, Shakira é confirmada como jurada da final do Desafio Google.org

No início de 2017, o desafio Google.org incentivou algumas ONGs da Colômbia, Peru, México, Argentina e Chile a apresentar seus projetos de inovação. Milhares de idéias foram recebidas pela iniciativa e o júri de cada país escolheu 15 projetos vencedores. Nessa fase da competição, os votos são abertos ao público para que seja selecionado 5 finalistas que competirão pelo pódio (primeiro, segundo e terceiro lugar), a seleção destes 3 primeiros será por responsabilidade dos Jurados da Final Regional, que conta com uma bancada de peso, confira:

“Orgulhosa de ser jurada no #DesafioGoogleOrg! Você também pode ajudar votando por sua ONG favorita! g.co/desafio2017

Conheça um pouco mais sobre o projeto:

No Google, acreditamos que a tecnologia pode criar um mundo melhor. É por isso que #GoogleOrg Challenge concederá um total de US$ 5.750.000 à projetos de inovação social de 15 ONGs na Argentina, Chile, Colômbia, México e Peru em 2017.

O júri já escolheu 3 vencedores por país, que receberão US $ 350.000 cada, assim como conselhos para a implementação de seu projeto. Agora, é sua vez de nos ajudar a escolher o top 5, 1 de cada país, para participar da final regional, que será realizada no México e distribuirá US$ 250,000, US$ 150,000 e US$ 100,000 adicionais entre os 3 vencedores principais.
Venha conosco. Seu voto faz a diferença. E juntos, podemos ajudar a melhorar o destino da nossa região.

Os projetos são avaliados segundo os seguintes critérios: Impacto na comunidade, Tecnologia e Inovação, Escalalabilidade e Viabilidade.

#GoogleOrgChallenge

 Seu voto faz a diferença! Juntos podemos moldar o destino da América Latina!