Shakira surfa sua onda mais difícil em “Don’t Wait Up”

Levi Tavares – Com mais de 80 milhões de discos vendidos, Shakira é uma estrela global da música já consolidada. Ao longo de sua exitosa carreira, a colombiana acumula prêmios e conquistas que a colocam em um lugar almejado por muitos na indústria fonográfica. Mas mesmo tendo alcançado tanto, a cantora não para de se reinventar e ainda almeja caminhos não caminhados. Na última sexta-feira (16), ela apresentou ao mundo o seu novo single.

“Don’t Wait Up” é um hino empoderado feito para as pistas de dança, com mesclas de house music e pop eletrônico que remete aos anos 80. Lançada pela Sony Music Latin e pela RCA Records, a faixa foi produzida por Shakira e Ian Kirkpatrick e escrita pela dupla, ao lado de Emily Warren. Junto à música, a colombiana liberou seu vídeo clipe, dirigido por Warren Fu. O vídeo foi gravado em Tenerife, nas Ilhas Canárias, um destino turístico popular, rodeado de belas paisagens. A cantora se hospedou vários dias no Abama Resort, no município de Guía de Isora, onde ela gravou algumas das imagens mais memoráveis do clipe.

“Fico emocionada em compartilhar minha nova canção ‘Don’t Wait Up’ com todo o mundo – no dia que a criamos no estúdio, eu sabia que ela seria perfeita para o verão e para essas noites em que não se quer pensar no amanhã”, disse Shakira em comunicado.

Com quatro dias de lançamento, a.nova música já conta com mais de 2 milhões de reproduções no Spotify e o vídeo está perto das 7 milhões de visualizações no YouTube. No iTunes, a faixa alcançou o posto mais alto em 13 países e chegou ao Top 10 no Brasil. São números expressivos e que tendem a crescer nas próximas semanas, mas impõem um desafio extra à artista, acostumada com bilhões de fluxos sob demanda em seus trabalhos.

Sempre reinventando-se a cada trabalho, Shakira não cedeu à tentação de surfar na onda do reggaeton, o ritmo latino queridinho do público desde 2015. A colombiana voltou seus olhos para o pop mainstream e entregou uma faixa sólida e bem construída, com raízes no EDM. E ela assumiu riscos. Com a música feita em espanhol em alta no mercado, a estrela latina se aventurou a gravar em inglês novamente, após sete anos de sua última empreitada no mercado anglo. Hoje em dia, é raro ver uma estrela da música pop lançando seu single de retorno desacompanhada. Os featurings dominam o mercado, como um esforço para captar mais audiência, em um contexto em que as músicas se tornam cada vez mais descartáveis. Mas Shakira não repete fórmulas e coloca suas esperanças na força da música para alavancá-la. Não será uma tarefa fácil.

Com as listas de popularidade dominadas por Olivias, BTS, Eds, Arianas e Duas da vida, a cantora terá que redobrar os esforços para surfar mais uma vez na onda do sucesso com estabilidade, ainda que caia da prancha algumas vezes. Nesse contexto, entra em cena o papel de suas gravadoras. A RCA Records e a Sony Music Latin precisam garantir que a faixa receba a devida atenção nas plataformas digitais e rádios, investindo em playlists de grande popularidade e alcance, por exemplo.

Com o avanço da vacinação pelo mundo e a pandemia perdendo força em vários países, nasce o momento perfeito para Shakira reabrir as pistas de dança e dominar o verão do hemisfério norte. Se ela vai conseguir surfar essa onda só o tempo dirá. Mas não me parece improvável vê-la ocupando os lugares mais altos da indústria de novo, principalmente quando lembramos quem ela é os tsunamis que já venceu. E vale lembrar: “Don’t Wait Up” é só o começo!

DEIXE SEU COMENTÁRIO

LEIA TAMBÉM

SIGA O SHAKIRA BRASIL

199,527FãsCurtir
114,000SeguidoresSeguir
9,991SeguidoresSeguir

ÚLTIMAS NOTÍCIAS